“Mulher LTDA.”, com os atores Thiago Prade e Tomás Fleck. Foto: Rafael Duarte/Divulgação

“Histórias Estranhas” reúne narrativas de terror e fantástico

Com estreia nesta quinta-feira (23/5), o longa com produção gaúcha leva temática do horror para os cinemas do Brasil

VER GALERIA

Oito diretores de diferentes cidades do Brasil se reúnem para levar o mundo do terror ao cinema. O horror, o bizarro e o inexplicável se encontram em Histórias Estranhas, uma coletânea de oito narrativas que apresenta assassinos, bruxas, demônios, mutantes e, inclusive, um homem invisível.

O longa tem produção geral da Cinematográfica, com sede na capital gaúcha, e conta com a coprodução da Impulso Hüb, Infravermelho Filmes, Machina Filmes, Vigor Mortis, Arica Filmes, Procine, Fantoche Filmes e DeBrito Produções. O filme estreia nesta quinta (23/5), em 20 salas de 19 cidades do país – e integra o Projeta às 7, parceria da distribuidora com a rede Cinemark, que abre uma nova janela para o cinema nacional independente no circuito comercial.

O diretor e idealizador do projeto Ricardo Ghiorzi, de Porto Alegre, conta que a ideia de Histórias Estranhas existe desde 2015:

– O projeto veio evoluindo e sofrendo várias metamorfoses durante estes anos. Para a seleção, centralizou-se em curtas que tivessem ótima qualidade técnica/artística e tivessem, claro, temática sobrenatural, fantástica ou de horror.

O longa, que reuniu a produção de quatro estados brasileiros, apresenta nomes promissores do gênero fantástico como Rodrigo Brandão, que dirige Ninguém, história sobre um encontro potencialmente perigoso entre um andarilho e um casal; Kapel Furman, responsável por A Mão, narrativa sobre uma criatura que caça cristais em seres humanos; Taísa Ennes, de Mulher LTDA., que mostra corpos no necrotério transformados em produtos a serem comercializados; Paulo Biscaia Filho, diretor de No Trovão, na Chuva ou na Tempestade, segmento sobre um pacto com três bruxas; Claudio Ellovitch, de Os Enamorados, narra sonhos psicodélicos que não são possíveis de se diferenciar da realidade; Filipe Ferreira, responsável por Invisível, a história de um homem invisível e suas dificuldades; Ricardo Ghiorzi, idealizador geral e também diretor de Sete Minutos para a Meia-Noite, em que retrata a espera de uma mulher para cumprir um pacto; e Marcos DeBrito, diretor de Apóstolos, descreve a busca de um homem sem cabeça por cabeças masculinas para fotografar.

 

Sinopse

O horror, o bizarro e o inexplicável se encontram nesta coletânea de oito histórias dirigidas por alguns dos mais promissores diretores de cinema de gênero do Brasil.

 

Confira o trailer de Histórias Estranhas: