“Frida Medieval”. Foto: Divulgação

09

MAI

31

MAI
HORÁRIOS 9h às 17h

"Fridas" na Pinacoteca da Ajuris

Frida Kahlo inspira exposição da artista Graça Craidy, que será inaugurada nesta quinta-feira (9/5), às 18h30min, na Ajuris

VER GALERIA

A figura mítica e apaixonada de Frida Kahlo (1907 – 1954) estará em destaque na exposição Fridas, da artista Graça Craidy, na Pinacoteca da Ajuris. A vernissage acontece nesta quinta (9/5), a partir das 18h30min. A exposição permanece aberta ao público até o dia 31 de maio, com entrada franca.

As 28 obras da artista plástica retratam a expressividade da mexicana, com sua força e suas flores, que também se espalham pela exposição em imagens que emolduram a artista. Diego Rivera (1886 – 1957), grande amor de Frida, também ocupa o espaço, com um retrato feito especialmente para a mostra.

Para Graça, o mito empoderador que move a paixão por Frida Kahlo é o seu exemplo de vida.

– É a sua superação como mulher, como ativista, como pintora. É a sua autonomia para ser o que quis, dentro dos seus limites, que não foram poucos. Frida é tipo uma Santa Bárbara contemporânea. Guerreira. Atrevida. Apaixonada. Valente. Frida é tipo uma Yansã urbana. Uma São Jorge de saias. Uma Joana D’Arc latina. Ter uma Frida por perto é como se nutrir da sua ousadia – compara a artista.

Graça Craidy é artista visual e publicitária. Em sua obra, a realidade está presente em denúncias da violência contra mulher, a guerra e o abandono dos idosos. Também retrata animais, flores e artistas. Sua mais recente exposição, Feminicidas, que segue em exposição no Centro Cultural CEEE Erico Verissimo, mostra um grande políptico (3,60 m X 1,80 m), com 12 telas (90 cm X 60 cm), com 12 homens de várias classes sociais e faixas etárias, portando armas no lugar do pênis, em uma imagem que traduz o horror desse tipo de crime e seu avanço no país.

9h às 17h

Pinacoteca Ajuris (Rua Celeste Gobatto, 229)

Entrada franca