Foto: Divulgação

24

FEV
HORÁRIOS Dom 16h

Cine Iberê realiza sessão comentada de "The Garden"

O filme de Derek Jarman terá sessão debatida pela professora de cinema Angela Prysthon neste domingo (24/2), às 16h

O Cine Iberê realiza neste domingo (24/2), às 16h, uma sessão comentada do filme The Garden (O Jardim), de 1990, com Angela Prysthon, professora de Cinema e do Programa de Pós-Graduação em Comunicação da Universidade Federal de Pernambuco. O longa é uma das obras mais importantes de Derek Jarman (1942 – 1994) e é uma fusão entre autobiografia, poesia e política.

A exibição integra o programa de cinema em diálogo com a exposição Se o Paraíso Fosse Assim Tão Bom, da artista britânica Cecily Brown. A sessão será no auditório da Fundação Iberê Camargo, com entrada gratuita.

O gosto de Derek pela jardinagem o acompanhou da infância até seus últimos dias, quando criou um jardim-paraíso em sua casa em Dungeness (Reino Unido), local árido próximo a uma central nuclear que ele transformou em um lugar de beleza singular.

Do jardim de casa aos jardins de Éden. Essa incursão visual tem como objetivo provocar reflexões sobre a secular perseguição aos homossexuais, culminando com a crise contemporânea sobre a proliferação do vírus da Aids. Tilda Swinton, amiga de Derek Jarman e sua parceira no cinema, integra o elenco do filme.

Uma nova versão restaurada de The Garden, filme produzido por James Mackay, será lançada neste ano no Festival internacional de Cinema de Berlim.

Derek Jarman foi artista, escritor e cineasta inglês. Precursor do cinema independente britânico, suas obras transgressoras dialogam com a cena queer e punk dos anos 1970, 1980 e 1990. Teve formação em pintura e, na sua filmografia, revelavam-se imagens pictóricas.

Um de seus filmes mais conhecidos, Caravaggio  sobre a vida e a obra do pintor  é uma tela-pintura em 35 mm. Foi ativista da causa LGBT, com mais ênfase após ter sido infectado pelo vírus HIV nos anos 1980.

Angela Prysthon é professora de Cinema e do Programa de Pós-Graduação em Comunicação da Universidade Federal de Pernambuco (UFPE). Fez estágio sênior pós-doutoral no Departamento de Film Studies da University of Southampton (Inglaterra).

Tem doutorado em Teoria Crítica pela University of Nottingham, Inglaterra e mestrado em Teoria Literária pela UFPE. É autora de Cosmopolitismos Periféricos (Bagaço, 2002) e Utopias da Frivolidade (2014), entre outros títulos.

Dom 16h

Fundação Iberê Camargo (Avenida Padre Cacique, 2000)

Entrada franca