Matinal assinantes

Quirijn. Foto: Divulgação

10

NOV

25

NOV
HORÁRIOS Diversos horários

Pablo Pijnapple na Fundação Iberê Camargo

De 10 a 25 de novembro, o artista apresenta "Zona de Crepúsculo", mostra composta por quatro obras e uma performance comissionada pelo Mondriaan Fund. A entrada é franca nas atividades

VER GALERIA

De 10 a 25 de novembro, a Fundação Iberê Camargo, realiza a mostra Zona de Crepúsculo, do artista Pablo Pijnapple. A mostra faz parte da programação em comemoração aos 10 anos de construção do edifício sede da Instituição. O artista vai apresentar quatro instalações e performances, ocupando espaços menos regulares do prédio, dialogando com a premiada arquitetura de Álvaro Siza.

De maneira quase intervencionista, as obras tratarão o edifício como um centro de narrativas que usam seu principal traço arquitetônico – a rampa – como uma alegoria visual do mecanismo da memória. A mostra tem financiamento do Mondriaan Fund, fundo público que fomenta a produção e apresentação da arte e do patrimônio cultural da Holanda, localmente ou no Exterior.

Durante os fins de semana, o artista fará mostras de filmes, intervenções e a ativação das performances Do Pó às Cinzas (From Candy to Dust) e A Zona (The Zone) (confira abaixo a programação). No dia 14 de novembro, quarta-feira, às 19h30min, Pablo realiza a performance 2008 Foi um Ano Ruim (2017, 30min) no espaço Bronze (Duque de Caxias, 444), onde fará uma residência de duas semanas.

Tendo a psicanálise e a literatura como pontos de partida habituais, as obras de Pablo Pijnappel são metanarrativas que combinam poeticamente identidades culturais, históricas e ancestrais, pelo prisma da memória. A linguagem sempre desempenha o papel principal, unindo os mecanismos mentais e o mundo, em instalações de vídeo, textos ou performances que estão na encruzilhada entre o cinema, a fotografia e os recessos de um romance.

Nascido em um subúrbio de Paris, Pijnappel cresceu no Rio de Janeiro e, mais tarde, estudou na Holanda. Atualmente vive e trabalha entre o Rio, Roterdã e Berlim. Já participou de diversas exposições coletivas e individuais nas principais capitais da Europa e dos EUA, com destaque para o Centre Pompidou, Whitechapel Gallery, Konsthall Malmö, Artists SpaceLACE, entre outros. Também fez parte da 30ª Bienal de São Paulo.

Diversos horários

Fundação Iberê Camargo (Avenida Padre Cacique, 2000)

Entrada franca