Um Gaúcho. Foto: Nilton Santolin/Divulgação

21

AGO

14

OUT
HORÁRIOS Ter a dom das 10h às 19h

Exposição "Um Gaúcho" no Margs

O artista visual e escritor Ricardo Giuliani inaugura a exposição nesta terça-feira (21/8), às 18h, com curadoria de José Francisco Alves e lançamento do livro homônimo

VER GALERIA

O artista visual e escritor Ricardo Giuliani realiza a exposição Um Gaúcho, com curadoria de José Francisco Alves e lançamento do livro homônimo, apresentado pelo escritor e poeta Dilan Carmargo, nesta terça (21/8), a partir das 18h, nas galerias Iberê Camargo e Oscar Boeira do Museu de Arte do Rio Grande do Sul Ado Malagoli (Margs). A mostra pode ser visitada até o dia 14 de outubro, com entrada gratuita.

A exposição Um Gaúcho reúne 67 obras, entre pinturas, desenhos, aquarelas e instalação, que surgiram a partir da pesquisa do artista que buscou literatura sobre “el gaucho”, o gaúcho histórico não folclorizado, descrito por autores como Alcides Maya, Sarmiento, Augusto Meyer, Jose Hernandez e Barbosa Lessa e que pode ser sintetizada na trilogia O Gaúcho a Pé, do escritor Cyro Martins. Tanto a exposição como o livro são, portanto, o resultado de uma reflexão sobre o paradoxo que convive no imaginário sul-rio-grandense. 

O livro, homônimo à exposição, apresenta uma série de imagens das obras que estarão expostas no museu e com pequenos contos e croniquetas intercaladas, com apresentação do escritor e poeta Dilan Camargo.

– Desde o momento em que Ricardo Giuliani me fez o convite para escrever sobre o seu livro Um Gaúcho fui tomado pela evocação desse nosso Sul. Fiz a leitura dos seus contos com a emoção de uma volta pra casa. Fui reconduzido, através da forte alma literária das narrativas, ao território original de Um Gaúcho, ao seu universo fabuloso, à Pampaláxia. Tenho vivido, escrito, lido e andado, nesse horizonte amplo da nossa cultura e, posso afirmar, que este livro enriquece a nossa literatura e a nossa iconografia, – relata Dilan.

Ter a dom das 10h às 19h

Museu de Arte do Rio Grande do Sul Ado Malagoli (Praça da Alfândega, s./n)

Entrada franca