Matinal assinantes

Performance e bate-papo no Instituto Goethe

A performance “Andorra”, baseada na obra de Max Frisch, será encenada por alunos do DAD/UFRGS em frente ao muro do Instituto Goethe nesta quinta-feira (16/8), às 19h30min

O Goethe-Institut realiza uma performance baseada em Andorra, obra do escritor e arquiteto suíço Max Frisch (1911 – 1981), em parceria com Departamento de Artes Dramáticas da UFRGS e a Casa de Cinema de Porto Alegre. Sob a coordenação do professor Henrique Saidel e direção de Nina DeLudemann – diretora teatral e cenógrafa –, Andorra será encenada em frente ao muro do instituto na noite desta quinta (16/8), às 19h30min.

Após a performance será realizado um bate-papo entre Henrique Saidel (Departamento de Artes Dramáticas da UFRGS), Décio Antunes (diretor teatral) e o público sobre questões que confrontam a liberdade do discurso artístico. A conversa contará com a mediação da jornalista Cláudia Laitano.

– O que significa Andorra? É um conceito, na verdade, a essência de um conceito, se é que vocês sabem o que isso significa – diz o médico na peça homônima do escritor suíço Max Frisch.

Já o crítico literário Joachim Kaiser escreveu que "Andorra é o nome de um modelo: apresenta o processo de uma mudança de consciência". 

Quinta 19h30min

Instituto Goethe (Rua 24 de Outubro, 112)

Entrada franca