Cine Iberê com trilha sonora ao vivo

A Fundação Iberê Camargo exibe "O Gabinete do Dr. Caligari", enquanto o músico Yanto Laitano executa a trilha sonora ao vivo

Neste domingo (12/8), às 16h, o Cine Iberê apresenta uma sessão especial de cinema mudo com o músico Yanto Laitano. Um dos filmes mais importantes da história do cinema, O Gabinete do Dr. Caligari (1920), de Robert Weine, integra o programa Silêncio em Movimento – Cinema Mudo com Música ao Vivo, atividade cinematográfica que dialoga com a arquitetura e faz parte das comemorações aos 10 anos do edifício sede da fundação. O Cine Iberê tem a curadoria de Marta Biavaschi.

O diretor Robert Wiene (1873 – 1938) fez sua primeira investida no cinema em 1912, com seu roteiro para Die Waffen der Jugend e adaptou o romance Crime e Castigo, de Fiodor Dostoiévski (1923). Depois que Hitler tomou o poder na Alemanha, Robert Wiene deixou Berlim, primeiramente para Budapeste onde dirigiu One Night In Venice (1934), posteriormente para Londres e finalmente para Paris, onde tentou produzir junto de Jean Cocteau uma reprodução sonora de O Gabinete do Dr. Caligari. Wiene morreu em Paris dez dias antes do fim da produção de um filme de espiões, Ultimatum. O filme foi terminado por seu amigo Robert Siodmak.

Sinopse: o Dr. Caligari é um médico que viaja por feiras de aberrações com o sonâmbulo Cesare que, segundo ele, está há 23 anos dormindo. Sua próxima apresentação é numa pequena cidade na fronteira com a Holanda. Na primeira noite de sua exibição, Cesare é acordado por Caligari e faz uma previsão pessimista para um dos espectadores: ele morrerá naquela noite. Sua previsão acontece, e a morte do homem está relacionada a uma série de crimes de assassinato no local. Cesare e Caligari são considerados suspeitos. O resultado final é inesperado: os motivos pelos quais os acontecimentos sucederam-se formam um dos primeiros finais-surpresa do cinema, explicado através de flashbacks.

Yanto Laitano é pianista, compositor, cantor e produtor. Suas atividades artísticas abrangem a música erudita contemporânea, eletrônica, diversos gêneros da música popular, sobretudo o rock, música indígena e música para cena. É compositor de trilhas sonoras para audiovisuais e espetáculos de teatro, dança e circo, com prêmios no 27º Festival de Cinema de Gramado, Histórias Curtas (RBS, 2007) e Tibicuera (2015), pelo seu espetáculo Orquestra de Brinquedos, além de oito Açorianos de Música (seis por suas produções e dois individuais). Sua discografia inclui dois discos com o Ex-Machina, grupo de compositores de música experimental e o álbum conceitual Yantux, seu quinto disco, lançado em dezembro de 2017.

Domingo 16h

Fundação Iberê Camargo (Avenida Padre Cacique, 2000)

Entrada franca