Sonata de Outono. Foto: Divulgação

12

JUL

15

JUL
HORÁRIOS Diversos horários

Clássicos de Ingmar Bergman na Cinemateca Capitólio

De 12 a 15 de julho, o cinema realiza um ciclo com cinco obras-primas de Ingmar Bergman, em cópias restauradas, para celebrar o centenário do mestre sueco

De 12 a 15 de julho, a Cinemateca Capitólio exibe cinco obras-primas de Ingmar Bergman (1918 – 2007), em cópias em DCP restauradas, para celebrar o centenário do mestre sueco. A programação é uma parceria com a Embaixada da Suécia no Brasil.

Na quinta (12/7), às 19h30min, a sessão de abertura apresenta a cópia restaurada de Persona. Após o filme, acontece um debate com o pesquisador em dramaturgia Flávio Mainieri e o psicanalista Raul Hartke, mediado pela pesquisadora Helen Beltrame-Linné, produtora da mostra e diretora da Fundação Bergmancenter entre 2015 e 2018.

 

Sinopses:

Persona (1966, 85 min) – Uma atriz teatral de sucesso, Elisabeth Vogler (Liv Ullmann), sofre uma crise emocional e emudece. Após três meses sem se recuperar, sua psiquiatra decide que ela deva ser mandada para uma isolada casa de praia, sob os cuidados da enfermeira Alma (Bibi Andersson), que a admira e tenta compreender a razão de seu silêncio. Isoladas, as duas mulheres desenvolvem uma relação de forte intensidade emocional. Persona tem atuações viscerais de Bibi Andersson e Liv Ullman.

Sonata de Outono (1978, 93 min) – Uma pianista visita a filha, no interior da Noruega. Enquanto a mãe é um artista de renome internacional, a filha é tímida e deprimida. Esse encontro tenso, marcado por lembranças do passado, revela uma relação repleta de rancor, ressentimentos e cobranças. Ao som de Chopin, Bach Haendel e Schumann, Bergman tece uma amarga reflexão sobre as relações familiares.

O Sétimo Selo (1957, 96min) – O cavaleiro Antonius Block retorna das Cruzadas para uma Suécia devastada pela peste negra e pela Inquisição. Ao seu redor apenas sofrimento e destruição. Em suas andanças, Antonius encontra a Morte, que o desafia para uma partida de xadrez.

Morangos Silvestres (1957, 91min) – Isak Borg, respeitado professor de Medicina, é convidado por sua universidade de formação, na cidade sueca de Lund, para a cerimônia de comemoração pelos seus 50 anos de carreira. Isak viaja com a sua nora, Marianne, que passa por uma crise em seu casamento, e durante o percurso é obrigado a enfrentar o vazio de sua existência. Um delicado e poético filme sobre a mortalidade e o passado.

Gritos e Sussurros (1972, 90min) – Em uma casa no campo, uma mulher está bastante enferma e recebe cuidados de duas irmãs e de uma empregada da família, que precocemente perdeu sua filha e por isso extravasa seu amor de mãe, dando o maior carinho possível para aquela moça tão debilitada. Dentro desse contexto, lembranças, frustrações e imaginações em um misto de amor e ódio surgem no interior de cada pessoa.

 

Horários:

Quinta (12/7)

19h30min – Sessão de abertura: Persona + debate

 

Sexta (13/7)

16h – Gritos e Sussurros

18h – Morangos Silvestres

20h – Sonata de Outono

 

Sábado (14/7)

16h – Persona

18h – O Sétimo Selo

20h – Gritos e Sussurros

 

Domingo (15/7)

16h – O Sétimo Selo

18h – Sonata de Outono

20h – Morangos Silvestres

 

Os ingressos podem ser adquiridos por R$ 10 na bilheteria do cinemateca. Idosos e estudantes pagam R$ 5.

Diversos horários

Cinemateca Capitólio (Rua Demétrio Ribeiro, 1085)

R$ 10 (50% desconto para estudantes e +60)