Foto: Ospa/Divulgação

18

MAI
HORÁRIOS Sexta às 20h30min

Música para celebrar a arte

Concerto da dedicado à 11ª Bienal de Artes Visuais do Mercosul será realizado na próxima sexta-feira (18/5), às 20h30min, no Salão de Atos UFRGS

VER GALERIA

Na póxima sexta (18/5), às 20h30min, a Orquestra Sinfônica de Porto Alegre apresenta o concerto Ospa na Bienal, dedicado à 11ª Bienal de Artes Visuais do Mercosul, sob a regência do maestro Antônio Carlos Borges-Cunha. O programa destaca obras de Armando Albuquerque, John Cage, Gershwin e do próprio maestro Cunha. A solista convidada é a pianista Olinda Allessandrini.

 

Sobre o programa

O repertório do concerto foi pensado para valorizar as relações entre as diferentes esferas da arte. A primeira peça é Evocação de Augusto Meyer, do gaúcho Armando Albuquerque (1901 – 1986). “O compositor também cultivava as artes visuais e a literatura. Seus desenhos são verdadeiras pérolas. O título da composição revela sua admiração pela obra do escritor Augusto Meyer”, comenta o maestro.

Um dos maiores inventores da música do século 20, John Cage (1912 – 1992) entra no programa com a instigante 4'33", nunca antes inserida no repertório da Ospa. “A obra estimula uma experiência estética provocativa e fascinante para o público”, conta Cunha.

Na sequência, será estreado o Noturno para Piano e Orquestra”, que o regente escreveu especialmente para a ocasião desse concerto e dedicou a Gilberto e Leonor Schwartsmann. O maestro compartilha: “Com essa música, procuro expressar não a realidade do mundo atual, mas aquilo que eu gostaria de fosse. Ela expressa o meu desejo de paz, de silêncio, de calma, de concentração, de foco, de ordem e harmonia”.

Por fim, na segunda parte da noite, a pianista Olinda Allessandrini sobe ao palco para fazer os solos do“Concerto em Fá, de George Gershwin (1898 – 1937), considerado por Cunha como a obra mais importante do compositor norte-americano, por sua inventividade e conteúdo expressivo. A peça foi composta em 1925, apenas um ano depois de Rhapsody in Blue, obra icônica de Gershwin.

Sexta às 20h30min

Salão de atos UFRGS (Avenida Paulo Gama, 110)

R$ 40