Foto: Acervo da artista/Divulgação

12

MAI
HORÁRIOS Sábado
18h

Andressa Cantergiani em performance

Com participação da cantora Patrícia Nardelli, a performance "Olumu Honolulu" rola neste sábado (12/5), às 18h, na Fundação Iberê Camargo

A artista visual e performer Andressa Cantergiani realiza a performance Olumu Honolulu neste sábado (12/5), a partir das 18h, na Fundação Iberê Camargo. Com participação da cantora Patrícia Nardelli, a performance trata da chamada quarta onda feminista: um feminismo que se preocupa em pensar e produzir não apenas as identidades presentes, mas as identidades, desejos e sexualidades que estão por vir.

A partir do non-sense e da non-música, o trabalho tem como referências o livro Teoria King Kong, de Virginie Despentes, e o cinema de David Lynch, que mescla drama, horror, mistério e suspense. Tal como a série Twin Peaks, de Lynch, a performance explora personagens estranhos e excêntricos, mistérios, momentos alternados entre suspense, surrealismo, humor e terror psicológico. 

A atração faz parte da Piano Sessions | Unânime Noite, uma série de apresentações ao longo dos sábados de abril a junho, durante as quais pianistas, músicos, atores, atrizes e artistas do Brasil e outros países desenvolverão um conjunto de performances que flertam com a atmosfera noturna dos cabarés e das jam sessions. 

Andressa Cantergiani é artista visual, mestre em Comunicação e Semiótica e doutoranda em Artes Visuais, graduada também em Arte Dramática. Estudou Performance Art em Berlim, na Alemanha. É gestora da Bronze – espaço de projetos voltado às práticas contemporâneas e residências artísticas, localizado no Centro Histórico de Porto Alegre – e fundadora do projeto galeria Península e das residências do PPPP [Programa Público de Performance Península].

Sábado, 18h

Fundação Iberê Camargo (Avenida Padre Cacique, 2000)

Entrada franca