Matinal assinantes

Foto: Palavra Bordada/Divulgação

Livro traz a visão de 41 escritores sobre o isolamento social

E-book lançado pela editora Palavra Bordada terá renda destinada à instituição social

O desafio de 41 escritores de permanecer em isolamento devido à pandemia se transformou no livro Quarentenas. Com lançamento previsto para 8 de junho, a obra é organizada pela editora gaúcha Palavra Bordada e revela diferentes perspectivas de vida quando o mundo precisou parar a fim de conter o avanço do coronavírus. Temas como maternidade e home office, solidão, romance e situações inusitadas fazem parte dos 40 textos do e-book.

A ideia foi abordar diferentes temas e situações recorrentes. Alguns mostram o retrato da realidade diante da quarentena, outros trazem reflexões e situações inusitadas  explica a designer Camila Provenzi.

 

No percurso das 172 páginas do livro que tem na capa a ilustração do artista visual gaúcho Jotapê Pax, estão registrados momentos vividos por autores residentes nos estados do Amazonas, Minas Gerais, Mato Grosso, Paraná, Rio Grande do Sul, Santa Catarina, São Paulo e no Distrito Federal. Eles foram selecionados numa disputa que contou com a participação de 125 autores. Entre os escolhidos, 69,4% terão seus textos publicados pela primeira vez por uma editora.

O livro faz parte do projeto Quarentena Criativa, lançado para comemorar os cinco anos da editora e para realizar um gesto solidário em meio à pandemia. Entre as etapas do plano estava a seleção e curadoria de textos. A partir do conteúdo recebido e selecionado, a Palavra Bordada fez a preparação dos textos, a revisão, a edição, o projeto gráfico, a diagramação e os registros. A obra está à venda pelo valor de R$ 19,90 na Amazon.com.br.

O valor resultante da venda dos livros digitais será repassado ao Centro de Educação Profissional São João Calábria, instituição sem fins lucrativos de Porto Alegre (RS) que oferece cursos de qualificação profissional para jovens de 16 a 22 anos e realiza projetos sociais. Todos os serviços realizados pela Palavra Bordada são voluntários, ou seja, não são remunerados pela comercialização do e-book.