Matinal assinantes

Camila Farina, diretora e produtora cultural. Foto: DuJour Comunicação/Divulgação

Open Feira de Design lança loja online

A feira abre vendas pela internet, facilitando o acesso a marcas originais e autorais de moda, decoração e mobiliário e utilitários em geral

VER GALERIA

A OPEN Feira de Design se prepara para a abertura da OPEN Design Store. O marketplace funcionará como uma plataforma para marcas do design independente. A operação inicia com, aproximadamente, 20 marcas locais, oferecendo um variado mix de produtos já na sua estreia. O conceito norteador da iniciativa segue o propósito da feira: “design para todos”, entregar ao consumidor variedade de preços e de perfis de produtos facilitando o acesso a marcas de design autoral.

Um dos grandes diferenciais da OPEN Feira de Design é o incentivo ao mercado do design independente. Preocupada com a impossibilidade de realizar seus eventos neste período devido à pandemia do coronavírus e seguindo a proposta de multiplicar seus canais de vendas, decidiu, então, antecipar um novo formato, que já estava em pauta: a feira em  versão online.

Nesse contexto atual de pandemia do coronavírus, nossos expositores estão sem uma fonte de renda importante para seus negócios, que é a venda presencial nas feiras. Com a OPEN Store, conseguimos oferecer os mesmos produtos que o cliente encontra na feira, com foco em design independente, produtos de alta qualidade, feitos no Brasil de forma artesanal, estimulando o consumo consciente e com contato direto com o produtor. Comprar de marcas locais é apoiar uma cadeia produtiva que começa na origem da matéria-prima e na valorização da mão-de-obra e termina no estímulo à economia nacional afirma Camila Farina, diretora da produtora cultural Maria Cultura e curadora da OPEN Feira de Design.

Sem perder a essência, o marketplace segue a qualidade curatorial da feira. O consumidor terá acesso a peças únicas, de design original, fabricação manual e com cuidados relativos à origem de matéria prima e sistemas de produção que busquem não agredir o meio ambiente.

Entre as marcas que farão parte da plataforma estão nomes como a Squame, da designer de moda Beta Abrantes, as peças super originais em prata e resina da joalheira Cláudia Casaccia e os acessórios produzidos artesanalmente em lã feltrada e resíduos de couro, da Dona Rufina. Além disso, marcas de aromas e tratamento, como a Vegana Ateliê do Químico ou para quem quer decorar sua casa, como a autêntica Reveste, que oferece roupas para “vestir a casa” com muita qualidade e estilo. Não faltarão também opções para os pequenos e para os pais que buscam moda autêntica.

A iniciativa, que abre recebendo marcas regionais do Rio Grande do Sul, busca um crescimento para também atender o mercado nacional ainda este ano, recebendo designers e pequenos empreendedores do Brasil inteiro.