Matinal assinantes

Foto: Vitória Proença/Divulgação

Dionisio Souza lança primeiro álbum solo

Resultado de mais de 15 anos de música, o disco "Dionísio" faz referência a diversas influências musicais do artista

VER GALERIA

O primeiro disco solo do músico Dionísio Souza, natural de Rio Grande, apresenta o resultado de mais de quinze anos de música e educação musical. O álbum Dionísio faz referência a algumas de suas influências musicais como a zamba da América Latina, o samba do Brasil, o konnakol da Índia e o rap da Jamaica.

Aos ouvidos atentos também é exposto o processo da gravação na sala da casa de Wagner Lagemann: o estúdio da Pedra Redonda. O trabalho conta com a participação de Lucas Fê nas três faixas finais.

A música de Dionísio é voz, é corpo, é violão. A música de Dionísio é observação, é fruição, é paisagem sonora e exploração de possibilidades. As imagens do disco foram feitas pela fotógrafa Vitória Proença nas terras do extremo Sul do Sul do mundo, lugar de origem do nosso protagonista e quem assina o projeto gráfico do álbum é 229 visuais, dupla formada por Vitória e Vinícius Angeli.

Dionísio Souza é compositor, violonista, baixista, educador musical e licenciando no curso de Música pela Universidade Federal de Pelotas. Integra o Grupo KIAI de música instrumental, com quem gravou os álbuns Além (2018) – primeiro do grupo –, Costuras que me Bordam Marcas na Pele (2018), de Paola Kirst, e Jazzkilla (2019), de
Zudzilla e KIAI.

 

Escute Dionísio aqui.