Matinal assinantes

Foto: Cinemateca Capitólio/Dvulgação

08

FEV

05

FEV
HORÁRIOS Sábado
a partir das 16h

AAMICA promove ato em defesa da Cinemateca Capitólio

Evento promove abraço coletivo do cinema neste sábado (8/2), a partir das 16h

VER GALERIA

Neste sábado, dia 8 de fevereiro, a partir das 16h, na Praça Daltro Filho, a AAMICA (Associação dos Amigos do Cinema Capitólio) promove ato em defesa da gestão pública da Cinemateca Capitólio. Serão diversas atrações com a presença de artistas e membros da comunidade cinematográfica do Rio Grande do Sul.

Um grande abraço coletivo no prédio está previsto para o final do evento. Duas cartas abertas assinadas por diversas personalidades serão divulgadas na ocasião.

O ato tem apoio da ACCIRS (Associação de Críticos de Cinema do RS), APTC-RS (Associação Profissional de Técnicos Cinematográficos do RS) e do SIAV (Sindicato da Indústria Audiovisual do RS).

– Uma entidade que está funcionando tão bem não deveria ser deixada pelo poder público nas mãos de terceiros. Se já existe uma equipe em plenas condições de programar, atuar e garantir a conservação e recuperação do acervo que guarda centenas de filmes, por que entregar para outros? – questiona Luiz Antonio T. Grassi, atual presidente da AAMICA.

Luiz ressalta que o aumento de repasses previstos pela contratualização poderiam ser utilizados pela equipe que já faz a gestão de maneira bem econômica:

– A cinemateca tem um dos melhores índices nacionais de frequência de sala do Brasil, além de um programa educativo voltado para crianças e adolescentes de qualidade. Não se trata apenas da defesa de um local onde as pessoas vão para ver filmes, mas sim a defesa de um centro de convivência, preservação e desenvolvimento da cultura cinematográfica. E que isso significa também uma posição a favor de uma política pública que valorize e promova a nossa cultura.

A AAMICA foi criada em 2003, com o nome de Associação dos Amigos do Cine-Theatro Capitolio, a partir de mobilização existente desde 1999, quando o prédio foi retomado pela Prefeitura Municipal de Porto Alegre e mais intensamente no ano 2000, quando o prédio apresentava risco de sérios danos em sua estrutura. Sua primeira iniciativa foi a mobilização da comunidade pela restauração do Capitólio, que na época estava abandonado e apresentava sérios danos em sua estrutura.

Em 2003 a parceira entre a Prefeitura de Porto Alegre, a Fundação Cinema RS (FUNDACINE) e a AAMICA viabilizam a concretização do projeto de transformar a Capitólio em uma cinemateca, com as funções de preservar, armazenar e difundir a memória do cinema e do audiovisual gaúchos. Até o ano da reinauguração, 2015, a entidade participou de forma ativa do processo de restauro.

Ainda hoje, atua em defesa da Cinemateca, e mobiliza debates e ações públicas. Atualmente, a AAMICA que vem se organizando em torno da manutenção da gestão pública do espaço.

Sábado, a partir das 16h

Praça Daltro Filho (Av. Borges de Medeiros, 1120)

Entrada franca