Longa sobre Adoniran Barbosa em debate na Cinemateca Capitólio

"Adoniran – Meu Nome é João Rubinato" tem sessão especial seguida de debate com o diretor Pedro Serrano, na terça-feira (28/1), às 19h30min

Adoniran – Meu Nome é João Rubinato, de Pedro Serrano, terá sessão especial seguida de debate com o diretor, na terça (28/1), às 19h30min, na Cinemateca Capitólio. Os ingressos podem ser adquiridos na bilheteria do espaço.

O longa acompanha a vida e a obra de Adoniran Barbosa (1910-1982), o maior nome do samba paulista, autor de sucessos como Trem das Onze e Saudosa Maloca. Por meio do acervo pessoal do artista, imagens de arquivo raras e depoimentos de amigos e familiares, o público poderá descobrir um personagem multifacetado, que retratou a sua São Paulo em canções e personagens de rádio. Tendo a cidade como coadjuvante, o documentário traça um paralelo entre a metrópole de hoje e aquela vivida por Adoniran. Numa jornada por seu universo criativo, cheio de controvérsias alimentadas por ele mesmo, revela-se, por trás da figura pitoresca e de fala engraçada, um artista profundamente sensível às mazelas do povo. 

As músicas de Adoniran estão no imaginário e na memória de todos os brasileiros, são crônicas perfeitas da realidade do povo e muitas delas retratam a transformação da São Paulo provinciana numa megalópole ao longo do século XX. Escutando suas letras, o diretor Pedro Serrano sempre achou que eram muito visuais e decidiu fazer o curta-metragem Dá Licença de Contar (que abrirá as sessões do documentário em alguns cinemas), uma viagem onírica pelo universo criativo do sambista. 

O curta fez muito sucesso e acabou sendo o ponto de partida para desenvolver o filme em formato de longa-metragem.

– Nesse meio do caminho senti a necessidade de me aprofundar no personagem Adoniran Barbosa, de conhecê-lo melhor e consequentemente apresentá-lo novamente ao público. Afinal, mais de três décadas passadas de sua morte, ninguém jamais havia feito um filme sobre o maior nome do samba paulista e, sorte a minha, essa bola sobrou pra mim – comenta o diretor. 

A obra vai além da figura do grande músico Adoniran Barbosa, é um filme sobre a pessoa Adoniran, o homem por trás do músico e poeta, e não fala apenas sobre seu papel no cenário musical. Intencionalmente, o diretor faz aqui um retrato humano e verdadeiro, que envolve todas as contradições inerentes a uma pessoa. Por mais que o espectador possa querer ver um filme sobre a conhecida figura divertida de Adoniran Barbosa, encontrará também nesse filme a história de João Rubinato, um poeta sensível e batalhador, para quem nem tudo era apenas brincadeira. 

 

Confira o trailer de Adoniran – Meu Nome é João Rubinato:

 

Ter 19h30min

Cinemateca Capitólio Petrobras (Rua Demétrio Ribeiro, 1085)

R$ 10