Matinal assinantes

Rgloor. Foto: Fagner Damasceno/Divulgação

Estilista gaúcha Rochele Gloor vira marca global

A marca passará a ser vendida somente sob medida e no exterior, com peças em plataformas online da Inglaterra e da Austrália

VER GALERIA

A estilista Rochele Gloor, reconhecida por seu trabalho com luxo sustentável e pelo projeto desenvolvido no Atelier da Cruz, em Porto Alegre, deu a largada em 2020 com duas boas notícias. A primeira é que a marca que leva o seu nome passará a ser vendida somente sob medida e no exterior.

A marca, que já era vendida para Estados Unidos e França, a partir deste ano estará em plataformas on-line da Inglaterra e da Austrália. O salto internacional não chega a ser uma novidade para a estilista. Bacharel em Design de Moda pelo Fashion Institut of Technology (FIT), em Nova Iorque, ela viu sua carreira conquistar espaços de destaque no mundo desde o início da profissão. Sua coleção de graduação fez parte de um editorial da Vogue Itália, ainda em 2014. Após, trabalhou nas coleções de Ralph Rucci, Oscar de la Renta e Calvin Klein.

Desde 2016, Rochele lançou sua empresa de moda autoral no Brasil, focada em desenvolvimento zero waste, com base na sustentabilidade e na responsabilidade social. Em novembro de 2019, participou da Brasil Eco Fashion Week em SP, onde chamou atenção com seu desfile que incluiu a modelo com sindrome de down Maju Araújo e com a apresentação de uma soprano, que vocalizou uma obra sinfônica do Gustav Holst. Ainda no fim do ano, a estilista criou 9 looks junto com suas costureiras do Atelier da Cruz, que foram apresentados em desfile na Prefeitura de Porto Alegre, dando o pontapé inicial ao projeto Moda Alegre, da primeira dama Tainá Vidal. Além da produção de coleções e sob medida, tem realizado figurinos para o cinema e para cantores gaúchos.

Paralelamente à sua grife e alinhada a seu propósito, Rochele fundou em 2015 o projeto de inclusão social de costura Atelier da Cruz, que qualifica mulheres do Morro da Cruz, em Porto Alegre, com base na sustentabilidade e no reaproveitamento de resíduos. Agora, com a internacionalização, as peças produzidas pelas costureiras do Atelier da Cruz para a marca Rochele Gloor também vão ganhar o mundo.