Matinal assinantes

Foto: Ademar Jr./Divulgação

06

DEZ

07

DEZ
HORÁRIOS Sex e sab às 19h

Espetáculo de circo encerra a Mostra de Artes Cênicas e Música do Teatro Glênio Peres

O espetáculo "Corpo Inquieto" encerra a quinta edição da mostra, com apresentações nos dias 6 e 7 de dezembro, às 19h, com entrada franca

Nos dias 6 e 7 de dezembro, acontece o encerramento da 5ª Mostra de Artes Cênicas e Música do Teatro Glênio Peres, com o espetáculo de circo Corpo Inquieto, com entrada franca.

A distribuição de convites começa a partir de terça (3/12) na Seção de Memorial da Câmara Municipal, das 9h às 17h, e no sábado (7/12), somente 30 minutos antes do espetáculo, quando houver disponibilidade. Importante garantir o convite antes dos dias das apresentações.

Integrando técnicas de equilibrismo e de manipulação de objetos, com dança e as memórias pessoais do artista criador, Vinícius Zucatti, o espetáculo reflete sobre os desejos de fuga do homem para um projeto de vida autêntico, alegre e rico de sentidos. Na peça há um jogo de construção e desconstrução do cenário.

Esse jogo de movimento corporal e manipulação de objetos forma uma linha narrativa composta também pelas experiências do malabarista performer Vinicius Zucatti, que viajou por cinco anos residindo em oito países da América Latina. Como resistir aos desafios da adaptação e a instabilidade da vida? É a pergunta que a peça busca provocar.

O espetáculo trabalha na perspectiva do circo contemporâneo. Na contemporaneidade o corpo do malabarista ganha um novo significado na sua relação com o objeto. Não tem manipulação. Tem "negociação" com o objeto.

O objeto não pode ser plenamente manipulado porque ele impõe ao malabarista, condições para ser usado: afinal, quem manipula quem? O corpo está ativo e não é mais possível pensar no objeto como manipulado e sim em relação. A partir desse entendimento, o malabarista substitui, os números clássicos do circo para se confrontar e se arriscar em um ambiente repleto de caixas. 

Sex e sab às 19h

Teatro Glênio Peres (Avenida Loureiro da Silva, 255 – Centro)

Entrada franca