Foto: Luiz Carlos Felizardo/Divulgação

28

NOV

30

JAN
HORÁRIOS Seg a sex das 9h às 12h
13h30min às 18h
Sab das 9h às 17h30min

Exposição e catálogo remontam trajetória e inspirações de Luiz Carlos Felizardo

Nesta quinta-feira (28/11), às 20h, acontece, de maneira conjunta, o lançamento dos dois trabalhos desenvolvidos pela Coordenadoria de Exposições do DDC, no Centro Cultural da UFRGS

Aos 70 anos, Luiz Carlos Felizardo tem uma vasta obra fotográfica em seu currículo. Desde que iniciou seus estudos na Faculdade de Arquitetura da UFRGS, no final dos anos 1960 e começo da década seguinte, até a mostra O Percurso de um Olhar, exibida pelo Departamento de Difusão Cultural (DDC) da UFRGS em 2017, o profissional debateu através de suas fotos o olhar estético sobre as imagens. Felizardo criou situações imagéticas nas quais construiu o conceito de desenho na imagem.

A partir dessa ideia, o DDC-UFRGS resolveu homenagear o trabalho do fotógrafo-artista. Nesta quinta (28/11), às 20h, haverá, de maneira conjunta, o lançamento de dois trabalhos desenvolvidos pela Coordenadoria de Exposições do DDC. O primeiro deles será a exposição Luiz Carlos Felizardo: O Desenho da Imagem, com curadoria de Alexandre Santos, professor de História da Arte na UFRGS, e parceria com o Museu de Arte Contemporânea do Rio Grande do Sul. Foram escolhidas diversas imagens oriundas do acervo de 84 fotos de Felizardo que foram cedidas ao MAC-RS em 2011.

– A seleção foi feita segundo o critério da variabilidade de temas do fotógrafo em diversos lugares do mundo, considerando os elementos formais das imagens e também a trajetória do artista – dos anos 1980 aos anos 2000. Em princípio, foram selecionadas 52 imagens – explica Alexandre Santos.

A segunda realização que a Difusão Cultural da UFRGS apresenta ao público o catálogo de 30 fotos reunidas para a exposição O Percurso de um Olhar, exibida há dois anos na frente da Faculdade de Educação da UFRGS. A obra de mesmo nome da exposição contará com textos escritos por Luiz Carlos Felizardo. Neles, o veterano fotógrafo descreve e conta a história de cada captura feita por sua câmera à época, em uma espécie de mergulho em seu passado e em sua própria criação.

A mostra permanece aberta para visitação do público até 30 de janeiro de 2020, com entrada franca.

Seg a sex das 9h às 12h, 13h30min às 18h, Sab das 9h às 17h30min

Centro Cultural da UFRGS (Rua Eng. Luiz Englert, 333)

Entrada franca