MARGS realiza ação artística e educativa sobre o Dia da Consciência Negra

Protagonizada por integrantes negras da equipe do museu, intervenção será realizada nesta quarta-feira (20/11), a partir das 17h, na entrada principal da instituição

VER GALERIA

Nesta quarta (20/11), Dia da Consciência Negra, integrantes dos Núcleos de Curadoria, Educativo e Administrativo do Museu de Arte do Rio Grande do Sul (MARGS) realizarão, às 17h, a ação Não queremos ser as únicas, que consiste em uma intervenção artística e educativa na entrada principal do MARGS.

A atividade será protagonizada pelas únicas três funcionárias negras do quadro técnico do museu — Natália Almeida (Núcleo Administrativo), Izis Abreu (Núcleo de Curadoria) e Pamela Zorn (Núcleo Educativo). Desse modo, a intervenção por elas protagonizada sublinha o Dia da Consciência Negra como uma ação do museu com o objetivo de chamar atenção para questionamentos históricos e urgentes quanto a questões de poder, visibilidade e representatividade.

Nesse sentido, o público será convidado a pensar sobre os seguintes pontos:

> Quem está dentro e quem está fora do museu?
> Quem consegue cruzar a linha fronteiriça desse espaço de poder que, historicamente, determina os modos de ver, fazer e pensar o sensível, criando “repartições do visível e do invisível”?

Não queremos ser as únicas integra as ações que a atual gestão do museu tem procurado estimular e implementar por um viés (auto)crítico, como modo de refletir sobre os discursos e as práticas frente à urgente necessidade de enfrentar os passivos históricos e lidar com suas formas de reparação.

Qua a partir das 17h

Museu de Arte do Rio Grande do Sul Ado Malagoli (Praça da Alfândega, s/nº)

Entrada franca