Foto: Acervo Fapeu/Divulgação

10

NOV
HORÁRIOS Dom das 10h às 18h

Feira de Cultura Mbyá-Guarani na Casa de Cultura Mario Quintana

A primeira edição do evento acontece neste domingo (10/11), das 10h às 18h, na Travessa dos Cataventos da CCMQ, com oficinas, debate e exibição de curta-metragens

VER GALERIA

A primeira Feira de Cultura Mbyá-Guarani acontece neste domingo (10/11), das 10h às 18h, na Travessa dos Cataventos, na Casa de Cultura Mario Quintana. Além de cerca de 20 artesãs expondo e vendendo seu trabalho, o evento terá debate, mostra de curta-metragens e uma Oficina de Ajaka – cesto tradicional Mbyá-Guarani.

A entrada é franca e sujeita à lotação das salas; a oficina tem um valor único de R$ 30, já com material todo incluso.

A iniciativa visa fortalecer e dar visibilidade para a produção de arte e da cultura guarani das comunidades da Região Metropolitana. A venda do artesanato é uma das principais fontes de renda das famílias – e é a base da sobrevivência física e cultural deste povo que, de forma resiliente, criativa e generosa, transmite e preserva os saberes originários tão caros à preservação da vida.

A atividade surge do anseio das mulheres Mbyá-Guarani por mais espaços para exposição e venda de seu trabalho. O artesanato é produzido com materiais provenientes das terras indígenas, de Porto Alegre e Viamão, e gerado a partir da sabedoria e do manejo ancestral, aliados ao olhar e energia presentes que cada artista deposita em sua criação. A roda de conversa será com lideranças e, entre os curtas documentais sobre a cultura guarani, estará Kerexu, produção premiada no último Festival de Cinema de Gramado.

 

Programação


10h às 18h – Feira de artesanato – Travessa dos Cataventos
11h às 12h – Oficina de Ajaka, cesto Guarani, com Dani Jaxuka e Pará Mirin – Sala Hermes Mancilha
15h às 16h – Roda de conversa "Territorialidade e Cosmologia Mbyá Guarani", com Laércio Karai Mirin, estudante, da Terra Indígena da Estiva; Timóteo Karai Mirin, cacique da Retomada da Ponta do Arado; e Arlindo Kuaray, cacique da Terra Indígena do Cantagalo – Sala Oliveira Silveira
17h às 18h – Exibição de curtas – Sala Oliveira Silveira.

Oficina de Ajaka – Cesto tradicional Mbyá-Guarani
Ministrantes: Dani Jaxuka, Para Mirin (Tekoá Jatai’ty – Terra Indígena do Cantagalo)
Horário: 11h
Duração: 1h
Número de participantes: 30
Valor: R$30

Dom das 10h às 18h

Casa de Cultura Mario Quintana (Rua dos Andradas, 736)

Entrada franca