Foto: Tânia Meinerz/Cartografia dos Palcos/Divulgação

19

OUT
HORÁRIOS Sab a partir das 10h

Lançamento da plataforma online de mapeamento de espaços de espetáculos do Estado

Projeto Cartografia dos Palcos promove encontro de gestores e produtores neste sábado (19/10), no Teatro do Sesc e na Casa de Cultura Mario Quintana

Cartografia do Palco chega na sua etapa final, a de apresentação do s resultados. O projeto consiste no mapeamento dos espaços de espetáculos – artes cênicas e música – existentes em 19 cidades que contemplam as nove regiões funcionais dos COREDES, além da criação de uma rede de gestores e produtores da Capital e do Interior.

As jornalistas Michele Rolim e Silvia Abreu percorreram 19 cidades ao lado da fotógrafa Tânia Meinerz com o intuito de coletar informações e imagens sobre os espaços. Neste sábado (19/10), essas informações serão disponibilizadas para o público.

O evento começa com a Rodada de Negócios que consiste no encontro entre gestores com produtores, grupos, companhias e artistas com intenção de gerar circulações pelos espaços do interior alavancando novas oportunidades e fortalecendo o surgimento de redes de cooperação entre artistas, produtores e gestores do Interior e da Capital. O encontro acontece no Espaço RS Criativo, na Sala Sérgio Napp II, Casa de Cultura Mario Quintana, das 10h às 12h.

Na sequencia ocorre o Seminário Modos e Redes de Gestão em Equipamentos Culturais . O seminário é dividido em dois eixos com mediação de Michele Rolim e Silvia Abreu. Na primeira mesa os convidados irão debater sobre o seguinte tema: A gestão dos espaços culturais pode ser entendida e executada de diferentes formas, e isso começa olhando a partir do lugar ao qual está vinculada. O que cada segmento pode e deve fazer? Qual o papel de cada uma dessas gestões no fortalecimento da cultura?. Estão participando dessa mesa Vera Portinho Viana (coordenadora de Cultura e Eventos da UFSM), Neidmar Roger (diretor de Cultura de Erechim) e Evandro Soares (secretário municipal de Cultura de Bento Gonçalves).

O outro eixo do seminário aborda a seguinte questão: Muitas certezas foram abaladas nos últimos anos, entre elas, a cultura como bem fundamental de um país. Como tirar a gestão cultural de um papel reativo e devolve-la o papel propositivo? Que tipo de soluções devemos propor para não deixar a cultura esmorecer?. Compõem a mesa Jane Borghetti (diretora do Teatro Municipal de Rio Grande); Aline Zili (produtora do Grupo UEBA e gestora do Centro Cultural Moinho da Cascata ) e Alex Lassakoski (diretor de Cultura da SECULT NH).

O seminário ocorre no Teatro Sesc Porto Alegre, das 14h às 17h. No mesmo local, ocorre o lançamento oficial da Plataforma, a partir das 18h.

As inscrições para todas as atividades são gratuitas e devem ser feitas online.

Sab a partir das 10h

Casa de Cultura Mario Quintana (Rua dos Andradas, 736) e Teatro do Sesc Centro (Avenida Alberto Bins, 665 – Centro)

Entrada franca