Pesquisa revela o sentimento das mulheres gaúchas sobre a cultura tradicionalista

A análise foi feita pelo coletivo Butiá em parceria com a página Minha Porto Alegre e originou a campanha Orgulho de Ser Gaúcha?

VER GALERIA

Uma recente pesquisa feita pelo coletivo Butiá em parceria com a página Minha Porto Alegre revelou como as mulheres gaúchas se sentem em relação à cultura e tradição gaúcha que no mês de setembro está ainda mais presente no Rio Grande do Sul

Assim, na semana em que se comemora o Dia do Gaúcho e as tradições do Rio Grande do Sul, nasceu a campanha Orgulho de Ser Gaúcha?, com o objetivo de colocar em pauta como a cultura rio-grandense trata as mulheres e como estas se sentem quanto a isso. 

Foram mais de 50 respostas à pesquisa, onde 94% das mulheres relataram perceber que a cultura gaúcha e tradicionalista, em sua maioria, menospreza e ofende as mulheres. Os relatos são os mais diversos, como experiências em CTGs, em cidades do Interior ou até mesmo o sentimento que algumas músicas muitas vezes machistas as fazem se sentir oprimidas e desvalorizadas. 

Alguns relatos foram divulgados em forma de arte para alertar e conscientizar sobre o tema. 

A Butiá é um coletivo que tem o propósito de colaborar com projetos e pessoas capazes de gerar um impacto positivo na sociedade, assim, buscando trabalhar com ações que prezam a equidade entre as pessoas e a ressignificação de hábitos e conceitos.