Foto: Divulgação

13

SET
HORÁRIOS Sexta 19h

"Rasga Coração" em debate

O seminário O Divã e a Tela exibe o filme de Jorge Furtado nesta sexta-feira (13/9), às 19h, no Instituto APPOA. A entrada é franca

Adaptação da peça homônima escrita por Oduvaldo Vianna Filho em 1974, esta versão para o cinema de Rasga Coração, do diretor Jorge Furtado, retoma o texto em sua essência para promover um diálogo entre o passado e o presente. O filme mostra o conflito de gerações a partir de um pai da década de 1970, que em diferentes momentos lutou contra o regime militar, e um filho deste século 21, trazendo as complexidades dos novos tempos à cena.

Nesta edição, o seminário O Divã e a Tela vai abordar psicanálise, cinema e o mal-estar na sociedade contemporânea, sob a cordenação dos psicanalistas Enéas de Souza e Robson de Freitas Pereira. O evento acontece nesta sexta (13/9), às 19h, na sede da Associação Psicanalítica de Porto Alegre, com entrada franca.

As imagens da juventude de Manguari Pistolão (João Pedro Zappa) e seu pai (Nelson Diniz) contam sobre um passado ainda em elaboração. Agora, o ex-ativista político de esquerda (Marco Ricca), é um funcionário público tentando projetar o futuro do filho Luca (Chay Suede).

Ao lado da esposa, Nena (Drica Moraes), ele se ocupa em trabalhar e fazer com que sua renda se ajuste as necessidades da família. Embora o bom relacionamento entre pai e filho, as divergências que começam a surgir fazem com que Manguari Pistolão relembre a história com o próprio pai.

Rasga Coração é rico em personagens, entre eles o grande amigo do jovem Manguari: Lorde Bundinha (George Sauma), que dá um tom cômico à produção. O roteiro é assinado pelo próprio Jorge Furtado, Ana Luiza Azevedo e Vicente Moreno. A trilha sonora tem música original e muitas dos anos 1970, com canções de Jards Macalé, Tom Zé e Odair Cabeça de poeta, além de uma inédita, Corda de Ré, de Sérgio Sampaio.

Sexta 19h

Associação Psicanalítica de Porto Alegre - APPOA (Rua Faria Santos, 258 – Bairro Petrópolis)

Entrada franca