Matinal assinantes

MECAMaquiné divulga line up completo

O festival acontece no dia 12 de outubro, na Fazenda Pontal, em Maquiné, e contará com shows de Tulipa Ruiz, MC Tha, Forró Red Light, Vermelho Wonder, Marô e Akeem

VER GALERIA

O MECA nasceu na região litorânea de Maquiné (RS) e no próximo ano completa 10 anos de vida. Já com gostinho de comemoração de uma década, esta edição do festival MECAMaquiné acontece no dia 12 de outubro (sábado), na Fazenda Pontal em Maquiné, no Rio Grande do Sul. A programação acaba de ser divulgada com shows, DJ sets, talks, Pool Party e muita imersão em cultura e criatividade. 

As atrações musicais confirmadas para o palco principal são MC Tha, Tulipa Ruiz, Vermelho Wonder, Forró RED Light, Marô e Akeem. Além das 15 horas de programação musical com quatro pistas simultâneas, talks com nomes de referência são destaque na programação diurna de 2019: Luiz Arruda (WGSN Mindset), o indígena Anápuáka Tupinambá (criador da Rádio Yandê e do YBY Festival) e Carlo Pereira (membro do conselho do Pacto Global da ONU e Secretário-executivo da Rede Brasil do Pacto Global da ONU).

Em paralelo ao palco principal, três pistas simultâneas de estilos diferentes – pop, eletrônico alternativo e house music – apresentam cerca de 20 DJ sets em formato intimista, dentro de pequenos chalés e à beira da piscina em uma Pool Party com Mari Rossi (Brasil), Craig Ouar (França), Bayetë (França), DJ CecYza (Peru), Roger Weekes (Inglaterra), Petri Glad (Finlândia) e Good Block (Inglaterra).

Além da programação intensa de DJs, acontecem vários talks. Música indígena contemporânea: uma riqueza ancestral do Brasil será ministrado por Anápuáka Muniz Tupinambá (cofundador da Rádio Yandê e do Festival de Música Indígena YBY) e conversa sobre rap, música popular brasileira, hip hop – quantos estilos cabem na música indígena contemporânea e qual manifesto esse som carrega hoje? O idealizador da primeira rádio e do primeiro festival de música indígena do Brasil compartilha as percepções de um renascimento musical ainda pouco conhecido.

Luiz Arruda (head da WGSN Mindset na América Latina) fala sobre O que os movimentos culturais sinalizam para 2021?. Uma das maiores consultorias de tendência do mundo – a WGSN Mindset -  explica como os sinais do presente são indicadores das tendências de comportamento e cultura do futuro. Carlo Pereira (membro do conselho do Pacto Global da ONU) propõe uma reflexão com o talk Por uma vida mais sustentável na Terra até 2050, compartilhando o pensamento por trás dos 17 Objetivos Globais criados pelas Nações Unidas que serão a pauta de uma reflexão urgente sobre como está nas nossas mãos a construção do planeta em que desejamos viver. 

O MECA também convidou personalidades reconhecidas em vários segmentos para bater um papo sobre essa identidade regional. O painel Criatividade(s): o Rio Grande do Sul como referência nacional de empreendedorismo criativo terá a participação de nomes gaúchos com projeção nacional no segmento de empreendedorismo criativo. 

Confira mais informações e a programação completa no site do evento.

 

Serviço

MECAMaquiné

Sábado (12/10)

Fazenda do Pontal (Rod. RS 407 Km 2,5 - Rodovia Morro Alto/Capão da Canoa - Maquiné/RS)

Horário: das 14h as 6h da manhã

Ingressos: R$ 160 (primeiro lote inteira) l R$ 80 (primeiro lote meia entrada ou social*)

*Quem levar um livro, paga meia-entrada social

Ingressos online