"O Tradutor" é indicado ao Oscar de Melhor Filme Estrangeiro por Cuba

O longa é protagonizado por Rodrigo Santoro e foi lançado pela Galeria Distribuidora

VER GALERIA

Temos mais um brasileiro no Oscar. Pela primeira vez na história do país, Cuba indicou ao Oscar de Melhor Filme Estrangeiro um longa protagonizado por um estrangeiro: o ator Rodrigo Santoro. Em O Tradutor, Malin é um professor universitário de literatura russa que vê sua vida transformada ao ser designado como intérprete na ala infantil de um hospital cubano. Ele deve ajudar na comunicação entre os médicos e crianças vítimas do acidente nuclear de Chernobil que acabam de chegar a Havana. Relutante a princípio, Malin passará por uma profunda mudança.

O Tradutor conta a história real dos pais dos dois diretores, os cubano-canadenses Rodrigo e Sebastián Barriuso - o que só torna o filme ainda mais emocionante. O longa, exibido na última edição do Festival de Sundance, estreou nos cinemas brasileiros em 4 de abril, com distribuição da Galeria Distribuidora.

Rodrigo Barriuso é um cineasta cubano-canadense. Com formação em teoria da arte, a abordagem cinematográfica de Rodrigo é altamente influenciada pelos valores conceituais e estéticos que muitas vezes informam o mundo mais amplo das artes visuais. Seu curta metragem Para Dorian exibido em festivais ao redor do mundo, incluindo o Slamdance Film Festival e o Melbourne International Film Festival, recebendo o prêmio de Melhor Filme Canadense no InsideOut Toronto LGBT Film Festival, o Prêmio Norman Jewison Filmmakers, e o Melhor curta-metragem na MIX Copenhagen.

Sebastián Barriuso é um cineasta premiado, nascido em Havana. Estudou no Instituto Superior de Arte em Cuba. Produziu La Piscina, que teve sua estreia no Berlinale 2013 e recebeu o Prêmio do Júri no Marrakesh Film Festival. Sebastián faz parte da Rede EAVE e é membro do CMPA.

 

Confira o trailer de O Tradutor: