Primeiro curta-metragem com direção de uma mulher negra gaúcha integra a Mostra de Curtas do Festival de Gramado

"Quero Ir para Los Angeles", da diretora Juh Balhego, será apresentado no dia 17 de agosto, às 13h, no Palácio dos Festivais

VER GALERIA

Quero Ir para Los Angelescurta gaúcho da diretora Juh Balhego, será apresentado no dia 17 de agosto, às 13h, no Palácio dos Festivais, durante o Festival de Cinema de Gramado.

Esse é o primeiro filme de uma diretora negra gaúcha a ser mostrado no evento. A produção é Daspreta Produção e Bactéria Filmes.

O curta conta a história de uma universitária negra que decide fazer sua primeira viagem internacional – e o destino escolhido pela personagem Maria é Los Angeles.  Diversas barreiras e questionamentos surgem no decorrer do processo para a realização desse sonho. Inspirado em vivências da própria realizadora, o filme mostra uma narrativa do cotidiano da protagonista e traz para a tela as angústias e os problemas da população jovem negra.

A mostra é realizada mediante parceria da Assembleia Legislativa com o Festival de Cinema de Gramado e a Prefeitura de Gramado, por meio da Gramadotur, com apoio da Associação Profissional de Técnicos Cinematográficos do RS (APTC), do Sindicato da Indústria Audiovisual do RS (SIAV), da Fundação Cinema RS (Fundacine), e do Instituto Estadual de Cinema-Iecine/Sedac.

Juh Balhego, cineasta negra, é graduada em Comunicação Social com habilitação em Publicidade e Propaganda pela UFRGS. Foi a criadora em 2012 da Mostra Universitária de Curtas (MOUC), que segue coordenando até hoje.

Atuou como produtora da série Cena Inquieta, do longa-metragem documental Brasil 2022 e assistente de direção da segunda temporada da série Quebrando o Tabu. Em 2018, fez sua estreia como diretora com o curta Quero Ir para Los Angeles.