Matinal assinantes

"Bênção, Poetinha" no Chapéu Acústico

Deborah Finocchiaro, Anaadi e Pablo Trindade exaltam a vida e obra de Vinicius de Moraes nesta terça-feira (13/8), às 19h, na Biblioteca Pública do Estado

A partir da obra de Vinicius de Moraes (1913 – 1980), a cantora Anaadi, a atriz Deborah Finocchiaro e o pianista Pablo Trindade falam do amor, exaltam a vida e traduzem questões cruciais dos nossos tempos, em Bênção, Poetinha. O show lítero-musical será atração do projeto Chapéu Acústico nesta terça (13/8), a partir das 19h, na Biblioteca Pública do Estado. A entrada é gratuita ou mediante contribuição espontânea.

O espetáculo utiliza uma linguagem híbrida, com canções, textos e poemas  tocados, falados e cantados de forma delicada, profunda e contundente. Os sentidos são aguçados, o prazer artístico compartilhado, o exercício do pensamento crítico estimulado e as energias revigoradas.

Bênção, Poetinha humaniza as relações e promove encontros saudáveis. Une música e poesia como espelhos da alma e cria um ambiente de arte sanadora, com alívio, leveza e acolhimento, onde é possível retirar as máscaras, desatar nós e se sentir em casa, entre amigos, como viveu Vinicius de Moraes.

Vinicius de Moraes – poeta, dramaturgo, jornalista, diplomata, cantor e compositor  passou a vida rompendo convenções sociais. Passou da poesia culta para a popular, misturando ritmos brancos com negros, samba com candomblé e o comportamento aristocrático com o boêmio.

Além de ter um dos fundadores da bossa nova, foi também importante poeta da segunda fase do modernismo e um dos mais famosos compositores da MPB. Qualquer que seja a análise feita da obra de Vinicius de Moraes, não se pode escapar das palavras "mudança", "evolução", "transição".

Ter 19h

Biblioteca Pública do Estado (Riachuelo, 1190)

Contribuição espontânea