Intervenção cultural inspirada em “La Casa de Papel” chama a atenção pela cidade

O manifesto defende a ocupação dos espaços públicos em vez de as pessoas se trancarem em shoppings, apartamentos, restaurantes e, principalmente, dentro da tela do celular

O Namastê - Centro de Terapia Bioenergética e Meditações Ativas realizou uma intervenção inspirada na série La Casa de Papel, na manhã deste domingo (4/8), que chamou a atenção dos moradores de Porto Alegre. Vestidos com o macacão vermelho e as máscaras, 50 integrantes do centro de terapia desfilaram do Parque de Redenção até o Iguatemi em um caminhão aberto, ao som da música tema da série, Bella Ciao.

As paradas para panfletear foram no Brique da Redenção, Parcão, Praça da Encol e Orla do Guaíba. Os integrantes desciam do caminhão e seguiam distribuindo um panfleto que convidava a refletir sobre a necessidade de sair do celular e resgatar a aventura que o sistema nos roubou.

O manifesto defende a ocupação dos espaços públicos ao invés das pessoas se trancarem em shoppings, apartamentos, restaurantes e, principalmente, dentro da tela do celular.

Por onde passavam, as pessoas sorriam, buzinavam, expressavam uma emoção, uma alegria, uma vibração. É isso que o Namastê quer provocar com essa ação que pretende continuar, sempre com uma nova surpresa, pois ficou comprovado que um simples ato criativo pode significar muito.

Como diz o texto de Prem Milan, coordenador do Namastê, no manifesto distribuído: "Nós queremos muito amor. Nós queremos a sexualidade. Nós queremos acampar. Nós queremos namorar sob o céu. Nós queremos muito. Queremos a aventura de volta".

Confira vídeo da ação realizada no domingo (28/7) passado, no Parque da Redenção, na fanpage do grupo.