Escudos para o Povo (2018), de André Venzon. Divulgação

MACRS expõe quase uma centena de obras de artistas contemporâneos do Estado

Museu de Arte Contemporânea do RS reúne trabalhos de 56 nomes na exposição "Insulares", que será aberta em 28 de março como mostra paralela à 11ª Bienal do Mercosul

VER GALERIA

O Museu de Arte Contemporânea do Rio Grande do Sul (MACRS) vai inaugurar no dia 28 de março a mostra Insulares, que reunirá na salas Xico Stockinger e Sotero Cosme, ambas no sexto andar da Casa de Cultura Mario Quintana, 95 obras e 56 artistas – na sua maioria com trabalhos inéditos. A mostra vai acontecer paralelamente à 11ª Bienal do Mercosul e tem o intuito de ampliar a visibilidade e legitimar parte da produção atual local.

“O termo insulares remete às palavras insula (latim) e isola (italiano), cujo significado é ilha. In-sulares quer dizer voltar-se para si mesmo ou para dentro. A palavra tem um sentido poético e ao mesmo tempo crítico. O 'sul' que ela contém remete ao lugar de onde falamos. O título da exposição sugere que o conjunto de obras presentes falam da diversidade, pois cada uma em si é uma ilha em um universo que busca se relacionar”, justifica no texto de apresentação Ana Zavadil, curadora-chefe do museu, que assina a coletiva ao lado da curadora-assistente Letícia Lau.

O artista Mário Röhnelt será o homenageado por sua trajetória. Entre nomes com trajetórias já consolidadas e emergentes, a expo exibirá trabalhos de Ana Norogrando, André Venzon, Angela Plass, Antônio Augusto Bueno, Beatriz Dagnese, Bianca Santini, Bina Monteiro, Celma Paese, Claudia Sperb, Denise Iserhard Haesbaert, Denise Wichmann, Dirnei Prates, Ena Lautert, Fábio André Rheinheimer, Fábio Zimbres, Flávio Morsch, Gelson Radaelli, Graça Craidy, Jander Rama, Leandro Selister, Leonardo Fanzelau, Lilian Maus, Manoela Cavalinho, Nelton Pellenz, Rosali Plentz, Roseli Jahn, Tridente, Umbelina Barreto e Verlu Macke, entre outros.

SERVIÇO
Exposição Insulares, curadoria Ana Zavadil e Letícia Lau
Abertura: 28 de março de 2018, quarta-feira, às 19h
Visitação: de 29 de março a 10 de junho de 2018. De terças a sextas, das 9h às 18h30min. Sábados, domingos e feriados, das 14h às 18h30min.
Local: Museu de Arte Contemporânea do Rio Grande do Sul (MACRS), Rua dos Andradas, 736, sexto andar da Casa de Cultura Mario Quintana, salas Xico Stockinger e Sotero Cosme