Matinal assinantes

Foto: Divulgação

06

JUL

20

JUL
HORÁRIOS Seg a sex das 10h às 19h
Sab das 10h às 14h

Maria Tomaselli propõe reflexões sobre liberdade e solidariedade em exposição e livro

A artista plástica inaugura a exposição "Voos Abortados", com livro ilustrado com as gravuras, intitulado "Ela se Chama Azelene", neste sábado (6/7), às 11h, na Galeria Gestual

VER GALERIA

Maria Tomaselli apresenta a exposição de gravuras em metal e pinturas Voos Abortados e o livro ilustrado com as gravuras Ela se Chama Azelene neste sábado (6/7), às 11h, na Galeria Gestual.

Experiências de cárcere de uns 40 anos atrás no presídio central, quando acompanhava Iberê Camargo em suas aulas de pintura para apenados - que ela prosseguiu sozinha após o retorno de Iberê ao Rio -, Maria Tomaselli foi inoculada por uma empatia, uma compaixão para com essa população que teve a desgraça de se envolver – ou ser envolvida - em algo ilícito.

Uma viagem de ônibus de uma hora ao lado de um ser que precisou contar sua história para um desconhecido foi o que precisou para ela escrever essa história romanceada, fictícia, mas verdadeira. A narrativa mostra Azelene, presidiária em regime semiaberto aceita para trabalhar em uma casa de classe média, a partir das percepções que a patroa Karolline tem sobre ela.

No prefácio de Ela se Chama Azelene (Libretos, 232 páginas), o músico e escritor Arnaldo Sisson observa o ritmo da autora: "Maria Tomaselli escreve como quem filma, fotografa, pinta frações da realidade que ouve, vê, fala e que, afinal, motivam o que sente”. E prossegue na análise: “(...) Azelene foi colocada numa outra realidade onde já não faz diferença se é culpada ou inocente. Há mais muros dentro de uma prisão do que simplesmente as muralhas que a cercam. (...) o livro se torna também um manifesto de perplexidade frente a um contexto social incoerente e hipócrita. Uma farsa que destrói pessoas sob o pretexto de reconstruí-las”.

A exposição permanece aberta ao público até 20 de julho, com entrada franca.

Seg a sex das 10h às 19h, Sab das 10h às 14h

Galeria Gestual (Avenida Cel Lucas de Oliveira, 21)

Entrada franca