"Áspera Melodia" em diálogo

Aproveitando os últimos dias da exposição, a Pinacoteca Ruben Berta promove uma conversa sobre a arte de Carlos Asp nesta quarta-feira (12/6), às 16h, com entrada franca

VER GALERIA

Aproveitando os últimos dias da exposição Áspera Melodia, que reúne trabalhos realizados por Carlos Asp desde os anos 1970 até a presente data, a Pinacoteca Ruben Berta promoverá nesta quarta (12/6) uma conversa abordando as múltiplas dimensões que envolvem a concepção e a produção de uma mostra de arte contemporânea.

Na ocasião, Adriana Boff, coordenadora de Artes Plásticas da Prefeitura de Porto Alegre, discorrerá sobre as diferentes etapas do projeto e os mecanismos utilizados para o financiamento da exposição Áspera Melodia. Já o processo de seleção das obras, o delineamento dos conceitos balizadores do projeto e a definição da expografia serão as temáticas exploradas pela curadora da mostra, a professora Ana Albani de Carvalho, do Programa de Pós-Graduação em Artes Visuais do Instituto de Artes (PPGAV/UFRGS).

Francisco Dalcol, diretor do Margs, terá como foco de sua fala obras como a de Carlos Asp, que fogem ao registro canônico ao utilizar  materiais efêmeros, precários. Pelo fato de a exposição contar com obras do Margs, Pinacoteca Aldo Locatelli, Pinacoteca Barão de Santo Ângelo e Fundação Vera Chaves Barcellos, serão também sublinhadas as relações necessárias entre instituições públicas e privadas e seus acervos.

Por fim, a artista e professora Maria Ivone dos Santos (PPGAV/UFRGS) vai discorrer sobre a questão dos materiais efêmeros em arte, na esteira da arte povera e outras proposições artísticas pós-anos 60 que investiram em poéticas e materiais sujeitos ao tempo e à relação arte-vida, salientando a contribuição que os estudos, pesquisas e produção de Carlos Asp trouxeram para o tema.

Apontado como um criador significativo desde o início de sua trajetória nos anos 1970, Carlos Asp é egresso de uma talentosa geração de artistas gaúchos que participou em Porto Alegre entre 1976 e 1978 do Nervo Óptico, grupo que se tornou sinônimo de uma estética contemporânea, ao trazer para o campo das artes visuais o uso da fotografia, do cinema e da instalação como uma espécie de campo de força no panorama daquele período.

Qua 16h

Pinacoteca Ruben Berta (Rua Duque de Caxias, 973)

Entrada franca