Zoravia Betttiol e Eduardo Veras. Foto: Nilton Santolin/Divulgação

11

JUN
HORÁRIOS Terça 14h

Zoravia Bettiol realiza visita guiada à exposição

Nesta terça-feira (11/6), às 14h, a artista e o crítico de arte e professor Eduardo Veras recebem o público para uma visita guiada à exposição na Pinacoteca Aldo Locatelli

Nesta terça (11/6), às 14h, a artista Zoravia Bettiol e o crítico de arte e professor Eduardo Veras recebem o público interessado para uma visita guiada à exposição A Xilogravura de Zoravia Bettiol: Restauração, Impressão e Visibilidade, em cartaz na Pinacoteca Aldo Locatelli. A entrada é franca.

A gravura é uma das mais significativas expressões da obra de Zoravia Bettiol, artista multimídia que se expressa também por meio da pintura, do desenho, da arte têxtil, do design, de instalações e de performances. A exposição traz 40 gravuras inspiradas na literatura, na mitologia e na história, que compõem um amplo painel do universo cultural, social, político, afetivo e intelectual vivenciado pela artista visual, que completa 84 anos em 2019.

A mostra - que fica em cartaz no Paço Municipal até o dia 21 de junho - seguirá em itinerância para a cidade de Bagé, onde será exibida no Espaço Cultural do Museu Dom Diogo de Souza, com abertura no dia 3 de julho e permanecerá em cartaz até o dia 30 de julho.

As gravuras apresentadas são novas impressões de obras que fazem parte de nove das 13 séries temáticas criadas por Zoravia ao longo de sua profícua carreira: Primavera (1964), Namorados (1965), Gênesis (1966), Circo (1967), Romeu e Julieta (1970), Iemanjá (1973), Deuses Olímpicos (1976), Kafka (1977), Os Sete Pecados Capitais (1987). Para o crítico, curador e professor Eduardo Veras, a apresentação dessas estampas quase perdidas funciona também como uma síntese retrospectiva da produção xilográfica de Zoravia Bettiol:

— As 40 gravuras que agora vêm a público trazem consigo, portanto, as marcas de pelo menos duas épocas distintas, combinadas sobre a mesma superfície de papel: a de sua concepção original e a de sua reconfiguração como obra.

Leia o texto completo aqui.

Terça 14h

Pinacoteca Aldo Locatelli (Paço Municipal - Praça Montevidéu, 10)

Entrada franca